27 C
Rio de Janeiro
sábado, fevereiro 24, 2024
Mais

    Policial morta no RJ investigava milicianos

    Date:

    A Policial Militar Vaneza Lobão, de 31 anos, foi morta na porta de casa na noite da última sexta-feira, na Rua Passo da Pátria, em Santa Cruz, Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro.

    ++ Sogro revela que carro incendiado por ele foi presente para genro, seu amante

    Vaneza era lotada na 8ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) e trabalhava no setor de inteligência da delegacia, dedicada à investigação de milicianos e contraventores. A unidade é subordinada à Corregedoria-Geral da Polícia Militar.

    Segundo a polícia, os assassinos já aguardavam a policial no momento em que ela abria a garagem para entrar com seu carro. Criminosos armados atiraram contra a policial na porta da casa dela e fugiram. Ela foi morta com tiros de fuzil disparados por bandidos encapuzados, que estavam em um carro preto.

    O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, lamentou a morte e afirmou que a resposta deve ser rápida e dura. “Há indícios que sejam milicianos do qual ela investigava. Ela fazia parte da nossa Corregedoria”, comentou o governador.

    ++ Jovem é sequestrada no Espírito Santo e suspeito acaba preso

    No início da tarde deste sábado, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, lamentou a morte da policial e disse que a Polícia Federal vai ajudar no caso. “Lamentamos o terrível crime cometido contra a policial Vaneza Leão, no Rio de Janeiro. Minha solidariedade à família e aos colegas da corporação. Orientei a Polícia Federal a ajudar nas investigações, de competência das autoridades estaduais”, disse o ministro.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

    Mais Recentes