25.5 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, maio 23, 2024
Mais

    Kanye West é processado por mais um funcionário por discriminação racial

    Date:

    Um novo processo foi aberto contra Kanye West por Benjamin Deshon Provo, ex-funcionário que atuou na Donda Academy e em um depósito da Yeezy. As alegações incluem discriminação racial, tratamento diferenciado, condições de trabalho precárias e retaliação.

    ++ Taylor Swift x Kim Kardashian: Entenda a treta de milhões que está parando os EUA

    Provo, que é negro, afirma que West frequentemente o insultava e humilhava, exigindo que ele e outros colegas negros colocassem em risco sua segurança para proteger o rapper dos paparazzi. Além disso, ele alega que foi obrigado a descartar livros de autores negros e que recebia menos do que funcionários brancos para a mesma função.

    O ex-funcionário relata que, após reclamar da disparidade salarial, foi orientado a não abordar o assunto com Kanye e, logo em seguida, teve seus pagamentos reduzidos, enquanto colegas brancos não sofreram a mesma punição.

    As acusações contra Kanye West se somam a um quadro preocupante de discriminação racial em suas empresas. Em outro processo movido recentemente, um ex-funcionário da Donda Academy já havia denunciado tratamento desigual e condições de trabalho precárias.

    ++ Vini Jr. recebe apoio do Ministro da Espanha em caso de racismo

    Ainda não há data definida para o julgamento do caso. Resta saber se as graves acusações feitas por Provo serão confirmadas e quais as consequências que Kanye West enfrentará por suas ações.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes