24 C
Rio de Janeiro
sábado, abril 13, 2024
Mais

    Donald Trump chama imigrantes ilegais de ‘Animais’

    Date:

    O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez declarações controversas durante um comício no estado de Michigan, na terça-feira (2/3), onde afirmou que imigrantes ilegais que cometeram crimes no país são “animais” e “não humanos”.

    ++ Donald Trump paga multa de US$ 175 milhões por fraude fiscal

    Trump, que concorre às eleições presidenciais marcadas para 5 de novembro, relembrou casos de crimes cometidos por imigrantes ilegais, incluindo o assassinato da estudante de enfermagem Laken Riley, de 22 anos, onde um venezuelano é o principal suspeito.

    ++ J.K. Rowling provoca polêmica com comentários transfóbicos e desafia nova lei na Escócia
    Durante seu discurso, Trump ressaltou a brutalidade desses crimes e defendeu seu uso da palavra “animais” para descrever os perpetradores.

    “Os democratas dizem: ‘Por favor, não os chame de animais. Eles são humanos.’ Eu disse: ‘Não, eles não são humanos, são animais’”, continuou o candidato à presidência. “Nancy Pelosi [membro da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos] me disse isso. Ela disse: ‘Por favor, não use a palavra animais quando estiver falando sobre essas pessoas’. Eu disse: ‘Vou usar a palavra animal, porque é isso que eles são”.

    Outro caso citado por Trump foi o assassinato da jovem Ruby Garcia, de 25 anos, também supostamente cometido por um imigrante ilegal. No entanto, a família da vítima negou qualquer contato com o ex-presidente, contradizendo suas afirmações.

    Trump também alertou sobre o aumento da violência no país caso não seja reeleito presidente, atribuindo-a às políticas de imigração de seu oponente, Joe Biden.

    “Estou hoje diante de vocês para declarar que existe um banho de sangue na fronteira por culpa de Joe Biden, e está destruindo nosso país. Isso terminará no dia em que eu tomar posse”, ressaltou.

    Além disso, Trump fez uma afirmação sobre a Venezuela, sugerindo que a redução da criminalidade no país ocorreu porque “todas as gangues” migraram para os Estados Unidos.

    “Na Venezuela, o crime caiu 67%, porque eles estão levando todas as suas gangues e todos os seus criminosos e os estão depositando nos Estados Unidos da América”, disse. Esta afirmação carece de evidências.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes