23.8 C
Rio de Janeiro
terça-feira, maio 21, 2024
Mais

    Em pronunciamento Papa Francisco critica teoria de gênero, aborto e mudança de sexo

    Date:

    No mais recente pronunciamento do Vaticano, o Papa Francisco trouxe à tona temas sensíveis e atuais, como a “autodeterminação pessoal” e as cirurgias de redesignação sexual, que foram categorizadas como “ameaças à dignidade humana”. Sob o título “Dignitas Infinita”, o documento reitera a posição da Igreja Católica em relação à “teoria de gênero”, à “mudança de sexo”, ao aborto e à barriga de aluguel. O pontífice destacou que qualquer intervenção nesse sentido pode colocar em risco a dignidade inerente à pessoa, recebida desde o momento da concepção.

    ++Donald Trump defende que decisão sobre aborto deve ficar a cargo dos estados dos EUA

    A crítica à “teoria de gênero” também foi evidente no comunicado, onde o Papa afirmou que buscar uma autodeterminação pessoal, como propõe essa teoria, equivale a uma tentativa de competir com Deus, questionando assim a ordem divina estabelecida.

    Apesar de ser interpretado por alguns como uma reação às recentes discussões sobre a bênção de casais do mesmo sexo, o documento estava em elaboração há cerca de cinco anos, passando por revisões ao longo desse período. O texto reconhece que, em alguns casos, cirurgias podem ser realizadas para corrigir “anormalidades genitais”, mas enfatiza que isso não equivale a uma mudança de sexo nos termos discutidos.

    ++Após polêmicas, Elon Musk chama Alexandre de Moraes de “Darth Vader do Brasil”

    Os defensores da autodenominação e das cirurgias de redesignação sexual argumentam que o gênero vai além das categorias tradicionais de homem e mulher, sendo influenciado por diversos fatores, incluindo a forma como as pessoas se sentem e se percebem.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.50

    Mais Recentes