27 C
Rio de Janeiro
sábado, fevereiro 24, 2024
Mais

    Sertanejo é investigado por morte de dentista, em São Paulo

    Date:

    A dentista Bruna Angleri, de 40 anos, foi encontrada morta na última quarta-feira, em cima da cama da casa que morava em um condomínio no Distrito Industrial, em Araras, São Paulo. Ela foi carbonizada.

    ++ Criança de 9 anos é vítima de racismo em escola de MG

    Segundo o delegado de Araras, Tabajara Zuliani dos Santos, Bruna foi violentamente agredida no rosto e, provavelmente, atearam fogo na cama com ela já morta. O único móvel da casa queimado era a cama onde ela estava e não havia nenhuma outra pessoa no local. O celular e a bolsa da jovem não foram encontrados.

    Ainda de acordo com as investigações da polícia, Bruna tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado. Ele é cantor sertanejo e está sendo investigado como suspeito do crime. O cantor foi interrogado, mas negou envolvimento nos fatos.

    Bruna, além de dentista, também tinha formação em psicologia e coordenava um curso de pós-graduação em uma universidade particular da cidade. Ela era divorciada. Depois do fim do casamento, teve um relacionamento com um cantor da cidade, que é considerado o suspeito.

    ++ Após ser preso, Diego Alemão é internado em clínica de reabilitação

    A jovem gostava de compartilhar o dia a dia nas redes sociais. Na sua última postagem no instagram, feita no sábado (23), compartilhou que estava indo se divertir no Rodeio de Jaguariúna.

    Bruna deixa um filho de apenas seis anos.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes