24 C
Rio de Janeiro
sábado, abril 13, 2024
Mais

    Inflação faz preço de medicamentos subirem

    Date:

    A partir de abril deste ano, os medicamentos podem ficar 4,5% mais caros, em relação a 2023.

    No último dia 12 de março, foi divulgado pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), juntamente com Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) que o preço dos remédios, principalmente os mais populares, deve sofrer uma alteração de crescimento de cerca de 4,5% ainda neste 1º semestre do ano.

    ++ Luana Piovani alega estar à base de remédios durante disputa judicial

    Lembrando que o setor farmacêutico é o único segmento de bens de consumo da economia brasileira, submetido ao controle de preços. Nesse esquema, uma vez por ano, as indústrias farmacêuticas estão autorizadas a reajustar os preços de seus produtos, para compensar os aumentos de custo de produção acumulados nos 12 meses anteriores. Em 2023, o reajuste anual foi de 5,6%. Este ano está com o reajuste menor, se comparado ao do ano passado.

    ++
    Governo tem saldo negativo de R$ 230 bilhões em 2023

    Nelson Mussolini, presidente executivo do Sindusfarma, ainda relata que: “É importante o consumidor pesquisar nas farmácias e drogarias as melhores ofertas dos medicamentos prescritos pelos profissionais de saúde”. “Dependendo da reposição de estoques e das estratégias comerciais dos estabelecimentos, os aumentos de preço podem demorar meses ou nem mesmo podem acontecer”, completou.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

    Mais Recentes