22 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, julho 22, 2024
Mais

    Cid diz à PF que entregou dinheiro de joias a Bolsonaro, em NY

    Date:

    O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, disse à Polícia Federal durante depoimento, na terça-feira, que teria entregado uma parte do dinheiro da venda das joias em mãos ao ex-presidente.

    ++ Lula não descarta concorrer em 2026

    O dinheiro teria sido entregue durante uma viagem oficial a Nova York, em 2022, quando Bolsonaro estava na cidade americana para fazer o último discurso como presidente brasileiro na Assembleia Geral da ONU.

    O dinheiro, de acordo com o relato de Cid, seria referente a relógios de luxo recebidos por Bolsonaro de autoridades estrangeiras e vendidos pelo próprio tenente-coronel nos Estados Unidos.

    Segundo fontes da PF, o ex-ajudante de ordens contou que os relógios teriam sido vendidos por cerca de US$ 68 mil e que o dinheiro da venda foi depositado em uma conta do pai dele, o general da reserva Mauro Lourena Cid. À época, o general reformado morava em Miami, onde ele comandou o escritório da Agência Brasileira de Promoção e Exportações e Investimentos (Apex) durante o governo Bolsonaro.

    ++ Flávio Bolsonaro rebate críticas feitas por Lula

    Em depoimento aos investigadores, Mauro Cid contou que, após a venda dos relógios, seu pai teria sacado os US$ 68 mil de forma parcelada, porque o limite para os saques nas máquinas de caixa eletrônico seria baixo.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes