25 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
Mais

    Bloco com tema “Crianças Trans Existem” na Parada LGBT+ gera polêmica nas redes sociais

    Date:

    A Parada LGBT da cidade de São Paulo, realizada no domingo (11), na Avenida Paulista, foi palco de uma polêmica envolvendo um bloco com o tema “crianças trans”. Imagens de pequenos segurando um estandarte com a frase “crianças trans existem” viralizaram nas redes sociais, provocando discussões entre apoiadores e críticos da ação.

    ++ Maíra Cardi ganha carro luxuoso de Thiago Nigro: “Estou em choque”

    O bloco foi realizado pela organização não governamental Minha Criança Trans, a primeira do Brasil a se dedicar exclusivamente às questões relacionadas à saúde, qualidade de vida, políticas públicas e direitos das crianças e adolescentes transgêneres. Fundada por Thamirys Nunes, que é mãe de uma criança trans, ativista pelos direitos trans infantojuveni e autora dos livros “Minha Criança Trans?” (2020) e “A Menina no Espelho” (2023), a ONG busca promover a visibilidade e o respeito às crianças trans, contando com a participação de famílias que enfrentam desafios no processo de reconhecimento e aceitação.

    Em entrevista ao O Globo, Thamirys enfatizou o desejo de mostrar a naturalidade de suas famílias e a importância de respeitar os filhos. “A gente quer mostrar quão natural é nossa família. Nossos filhos merecem ser respeitados. Muitos nos julgam pais disfuncionais, mas nossas crianças são muito amadas”, disse ela.

    ++ Com homenagem a Vini Jr, Anitta se apresenta na abertura da final da Champions League

    De acordo com informações do jornal, cerca de 120 famílias se reuniram no evento em busca de visibilidade, Pais e filhos compartilharam suas histórias de luta pelo reconhecimento tanto dentro como fora da família. Vestindo as cores rosa e azul da bandeira da causa trans, as famílias aproveitaram a manhã com brincadeiras e comida na dianteira do desfile, que seguiu em direção à Rua da Consolação no início da tarde.

    Debate nas redes sociais

    A presença do bloco com o tema “crianças trans” na Parada LGBT de São Paulo gerou controvérsias nas redes sociais. No Twitter, diversos internautas expressaram suas opiniões sobre o assunto.

    ++ Especialistas garantem que William se incomoda ao aparecer em fotos com Kate

    “Não sei exatamente em que momento uma pessoa passa a ter consciência sobre seu gênero. O fato é que criança precisa ser respeitada e ponto. Crianças trans existem. Pais precipitados e narcisistas, com síndrome de herói moderno, usando seus filhos para ostentar virtudes, também”, apoiou um.

    “Não, crianças trans não existem! Existem crianças. Meninos e meninas que podem vestir o que gostarem, brincar de tudo e gostar das cores que quiserem, sem que isso seja um carimbo para determinar que ela está no s3xo errado. Deixem as crianças serem crianças!”, debateu um outro.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes