20 C
Rio de Janeiro
sábado, abril 20, 2024
Mais

    Ex-companheiro de Daniel Alves, presidente do Bahia lamenta situação do jogador

    Date:

    Emerson Ferretti, presidente do Bahia, falou sobre o caso envolvendo o jogador Daniel Alves, condenado por violência íntima e posteriormente liberado sob fiança de aproximadamente R$ 5,40 milhões.

    ++ Saiba quem pagou a fiança milionária de Daniel Alves

    Emerson, que foi goleiro do Bahia e compartilhou o campo com Dani Alves entre 2001 e 2003, expressou seu pesar diante da situação. Ele destacou que, apesar da brilhante trajetória de Alves, uma decisão impensada durante uma noite de festa manchou sua carreira.

    ++ Gabigol é suspenso por dois anos do futebol por fraude em exame antidoping

    “Eu fui companheiro do Daniel no início da carreira dele, quando ele atuou no Bahia, antes de ser transferido pro Sevilla, e ter essa carreira linda que ele teve. A gente lamenta muito que uma decisão impensada de uma noite de festa tenha manchado a carreira linda que ele teve. Mas ele errou, assim como o Robinho. Foram julgados, condenados e precisam pagar por isso. E ao mesmo tempo isso se torna um grande exemplo, faz com que o futebol reflita”, declarou o ex-jogador.

    O presidente lamentou profundamente toda a situação, ressaltando que qualquer forma de violência, independentemente dos envolvidos, é condenável e precisa ser evitada.

    “A gente viu com muita tristeza tudo isso. Não por ser o Daniel ou Robinho, mas qualquer ato de violência é uma agressão que precisa ser evitada. Quando se trata de um jogador de futebol a repercussão acaba sendo muito maior”, finalizou Emerson.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes