24.2 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, julho 22, 2024
Mais

    China exige que Dalai Lama revise opiniões políticas para retomar diálogo

    Date:

    O Ministério das Relações Exteriores da China reiterou hoje a exigência de que o Dalai Lama, líder espiritual exilado do Tibete, “corrija completamente” suas opiniões políticas como condição para retomar o diálogo com o governo chinês. Desde 2010, as negociações formais entre a China e o Dalai Lama estão paralisadas. O porta-voz do ministério, Lin Jian, enfatizou que é fundamental que o Dalai Lama revise profundamente suas posições políticas para qualquer avanço nas relações.

    ++Ativistas climáticos vandalizam monumento de Stonehenge com tinta laranja

    O Dalai Lama, aos 88 anos, renunciou ao cargo de líder político do governo tibetano no exílio em 2011, posição não reconhecida por Pequim, que a considera uma violação da constituição chinesa. Apesar de afirmar que não busca a independência do Tibete, as interações do Dalai Lama com autoridades de outros países continuam sendo motivo de irritação para o governo chinês, que o vê como um separatista perigoso vestido de monge.

    ++Biden propõe medidas para legalizar meio milhão de imigrantes nos EUA

    Enquanto isso, parlamentares dos Estados Unidos estão pressionando o presidente Joe Biden para assinar um projeto de lei que visa pressionar a China a garantir um acordo negociado e pacífico sobre o Tibete. Recentemente, um grupo de legisladores americanos que se encontrou com o Dalai Lama na Índia afirmou que não permitirá que a China influencie a escolha de seu sucessor espiritual.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes