22 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, julho 12, 2024
Mais

    Alice Wegmann desabafa sobre desafios da carreira de atriz na era digital

    Date:

    A atriz Alice Wegmann ecoou as críticas do colega de profissão Armando Babaioff sobre a crescente presença de influenciadores digitais em novelas e filmes. Em um longo desabafo nas redes sociais, a artista lamentou a pressão que os atores enfrentam para se tornarem também influenciadores, criticando a superficialidade de algumas marcas que valorizam mais a estética do que a experiência e o talento.

    ++ Babaioff critica presença de influencers em novelas: “Não faz nada pela profissão”

    “Sou uma atriz. Depois de ser um ser humano, uma cidadã, uma mulher, sou uma atriz”, iniciou ela.

    ++ Isis Valverde faz reflexão sobre sua jornada como atriz: “Me perdi de mim algumas vezes”

    Wegmann questiona a necessidade de se adequar às expectativas do mundo digital para se manter atuando. “Inspirada pelo discurso do Armando Babaioff que postei nos stories, quero falar sobre o nosso futuro. Somos uma geração que tem que se formar em medicina e instagram. em psicologia e instagram. em atuação e instagram. Eu fiz 4 anos de teatro e tenho 17 anos de profissão, já aprendi sobre Shakespeare mas nunca me ensinaram a ser uma ‘it girl’. Eu amo moda. E amo influenciar vocês a lerem mais livros, verem mais peças, ouvirem mais músicas. Eu continuo compartilhando o que gosto todos os dias, mas de uns tempos pra cá tá todo mundo tão preocupado”

    Em um relato sincero, Alice Wegmann revela ter se sentido perdida em meio à cobrança por se tornar uma influenciadora de sucesso. “Esse é um post de conforto, porque eu acredito que a arte resiste à todas as crises, às guerras e pandemias. E vai resistir à epidemia da internet. Uma marca recentemente me procurou porque disse que ‘meu feed era bonito’, mas sequer sabia o que uma atriz representa pro seu país. Carreira se constrói a longo prazo, bons atores são aqueles que permanecem”

    “Ainda tô entendendo como conciliar a minha verdadeira profissão e essa segunda profissão que o mundo me obrigou a ter. E esse é um relato sincero de quem fica meio perdida às vezes. (…) Recentemente ouvi Claudia Abreu, ouvi Denise Fraga, ouvi Marieta Severo, ouvi Zezé Mota e ouvi Fernanda Montenegro. Então entendi, com mais força: Sou atriz. é isso o que sou. o resto de mim ainda é silêncio”, finalizou Alice Wegmann.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.

    Mais Recentes